Weby shortcut
Site da FANUT
Topo PPGNUT 5
Logo facebook

Efeitos da suplementação com leucina sobre estado nutricional, sarcopenia e qualidade de vida de pacientes com câncer

Este é o tema a ser apresentado no exame de qualificação de Jéssika Dayane Pereira Soares, que ocorrerá no dia 28/08/2018 às 13:30h no Miniauditório Jatobá.

Introdução: Pacientes com câncer do trato gastrointestinal (TGI) apresentam risco de desnutrição, devido ao crescimento tumoral, tratamento, presença da resposta inflamatória sistêmica e alterações relacionadas ao bem-estar físico e emocional. Como resultado se desenvolve a sarcopenia, caracterizada pela perda ponderal de peso, massa e função muscular esquelética. Embora, a suplementação com aminoácidos, tal como a leucina, pode trazer benefícios sobre a sarcopenia, melhorando a qualidade de vida, pouco se sabe sobre a leucina e esses parâmetros. O presente projeto visa avaliar os efeitos da suplementação com leucina sobre estado nutricional, sarcopenia e qualidade de vida dos pacientes com câncer do TGI e em tratamento quimioterápico. Nesse sentido, a triagem inicial foi realizada para verificar associação entre perda da função muscular com ansiedade e depressão entre esses pacientes. Metodologia: Estudo randomizado, duplo-cego, controlado por placebo foi iniciado para testar os efeitos da suplementação com leucina. Durante a triagem, foram incluídos pacientes adultos e idosos, de ambos os sexos, com diagnóstico primário do TGI e órgãos anexos que fizeram cirurgia e estavam em quimioterapia ou radioterapia. Para avaliação dos pacientes, foram coletados os dados clínicos, antropometria, e aplicado o questionário para diagnóstico rápido de sarcopenia (SARC-F) e a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS). A partir da triagem, foram recrutados para intervenção somente indivíduos do sexo masculino com idade superior a 50 anos em quimioterapia exclusiva. A avaliação dos dados da triagem inicial ocorreu através das análises de Kolmogorov-Smirnov e para verificar a diferença entre os grupos, foi realizado o teste de Mann-Whitney para variáveis paramétricas e teste t para variáveis paramétricas. O teste exato de Fischer foi usado para as variáveis categóricas. Para associação dos escores de ansiedade e depressão, foi realizada regressão linear ajustada para sexo e ou/sexo e peso. Foi considerado como significativo p<0,05. Resultados: Nesse primeiro momento, os resultados que fazem parte da triagem do estudo de intervenção com leucina, revelaram que dos 71 pacientes, 25,35% (n=18) apresentaram perda de função muscular (PFM) (≥4 SARC-F). A mediana do grupo PFM foi 4(4-9) e do grupo Função normal (FN) foi 1(0-3), com diferença entre eles (p<0,0001). Além disso, o grupo PFM apresentou menor peso corporal 57,63±11,34 kg quando comparado ao FN 64,83 kg±11,62 kg (p=0,032), assim como maiores escores de ansiedade (PFM: 7,5(0-21) vs. FN: 2(0-17); p=0,030) e depressão (PFM: 6,5(0-13) vs. FN: 2 (0-17); p=0,034). Adicionalmente, pode-se observar uma associação positiva entre o escore SARC-F e o escore de ansiedade (r=0,34, p=0,004). Embora a análise de regressão logística tenha mostrado associação positiva entre o PFM e os escores de ansiedade e depressão no modelo bruto e após ajuste por sexo (modelo 1), após ajuste para sexo e peso corporal (modelo 2), esta associação permaneceu apenas para ansiedade (OR : 1,15, IC 95% (1,01-1,31), p = 0,023), mas não para depressão (OR: 1,17 IC 95% (0,99-1,37), p = 0,051). Já os dados da intervenção com leucina serão apresentados na defesa final. Conclusão: Na triagem dos pacientes, foi observado que a PFM foi associada com maior escore de ansiedade em pacientes com câncer do trato gastrointestinal.

Categorias : Qualificação

Listar Todas Voltar