Weby shortcut
Site da FANUT
ppgnut-10-anos-topo-site

Efeito da suplementação de açafrão (curcuma longa L.) associado a piperina no perfil inflamatório e oxidativo de pacientes em hemodiálise

Este é o tema a ser apresentado no exame de qualificação de Tatiane Fagundes Pereira Martins, que ocorrerá no dia 09/04/2019 às 08:30h no Miniauditório Jatobá.

Introdução: A Doença Renal Crônica é um problema de saúde pública mundial. O alto risco de morbimortalidade de indivíduos com essa doença tem sido associado ao estado inflamatório e pró-oxidativo, principalmente na fase dialítica. Nesse cenário, intervenções dietéticas com compostos bioativos, a fim de modular os níveis inflamatórios sistêmicos, representam estratégias terapêuticas coadjuvantes no tratamento da doença renal. Objetivo: Avaliar o efeito da suplementação de açafrão (Curcuma longa L.) associado a piperina sobre marcadores de inflamação e estresse oxidativo em pacientes em hemodiálise. Métodos: Será realizado um ensaio clínico randomizado-controlado, duplo cego. O público-alvo será constituído por homens e mulheres, com idade entre 20 e 70 anos de uma clínica de hemodiálise na cidade de Goiânia. Os indivíduos serão divididos em grupo controle (receberá amido de milho) e grupo intervenção (receberá açafrão associado a piperina). A intervenção ocorrerá por 12 semanas. Serão avaliados: fator de necrose tumoral alfa, interleucina 6, interleucina 1, catalase, glutationa redutase e glutationa peroxidase. Resultados esperados: Com a suplementação do açafrão associado a piperina, espera-se que haja impacto positivo significativo sobre o estado inflamatório e pró-oxidante dos pacientes, com redução de citocinas e interleucinas pró-inflamatórias (fator de necrose tumoral alfa, interleucina 6, interleucina 1) e aumento de enzimas antioxidantes (catalase, glutationa redutase e glutationa peroxidase).