Weby shortcut
Site da FANUT
ppgnut-10-anos-topo-site

Efeito da suplementação de açafrão (curcuma longa L.) associado a piperina no perfil inflamatório e oxidativo de pacientes em hemodiálise

Este é o tema a ser apresentado no Exame de defesa de dissertação de Mestrado de Tatiane Fagundes Pereira Martins, orientada pela professora Maria do Rosário Gondim Peixoto, que ocorrerá no dia 26/03/2020 às 08:00h via webconferência.

Introdução: A Doença Renal Crônica é um problema de saúde pública mundial. O alto risco de morbimortalidade de indivíduos com essa doença tem sido associado ao estado inflamatório e pró-oxidativo, principalmente na fase dialítica. Nesse cenário, intervenções dietéticas com compostos bioativos presentes no açafrão da terra ou Curcuma longa L., a fim de modular os níveis inflamatórios sistêmicos, representam estratégias terapêuticas coadjuvantes no tratamento da doença renal. Objetivo: Avaliar o efeito da suplementação de açafrão associado a piperina sobre marcadores de inflamação e estresse oxidativo em pacientes em hemodiálise. Métodos: Será realizado um ensaio clínico randomizado-controlado, duplo cego. O público-alvo será constituído por homens e mulheres, com idade entre 20 e 75 anos de uma clínica de hemodiálise na cidade de Goiânia. Os indivíduos serão divididos em dois grupos, o grupo intervenção receberá seis cápsulas de açafrão associado a piperina, totalizando 3g/dia, e o grupo placebo receberá 3g/dia de amido de milho. A intervenção ocorrerá por 12 semanas. Serão avaliados: proteína C-reativa ultrassensível (PCR-us); malondialdeído (MDA) e atividade das enzimas catalase, glutationa redutase e glutationa peroxidase. Resultados esperados: Com a suplementação do açafrão associado a piperina, espera-se que haja impacto positivo significativo sobre o estado inflamatório e pró-oxidante dos pacientes, com redução PCR-us e do malondialdeído (MDA) e aumento de enzimas antioxidantes (catalase, glutationa redutase e glutationa peroxidase).