Weby shortcut
Site da FANUT
ppgnut-10-anos-topo-site

Pesquisa revela qualidade nutricional de creme de açaí na tigela comercializado em Goiânia

Por Thaynara Cristina de Oliveira

Na última década, o açaí tem recebido considerável atenção como um ‟super fruto” e vem ganhando o mercado de exportação devido à variedade de uso na indústria alimentícia, motivada pelas tendências de consumo para saúde, bem estar, novidade e sabores exóticos. O interesse pelo açaí surgiu principalmente devido sua composição rica em compostos antioxidantes, geralmente associados com propriedades promotoras de saúde e para a prevenção de diversas doenças degenerativas. Além disso, o açaí apresenta outras propriedades nutricionais importantes, pois é um fruto altamente nutritivo, é rico em fibras, vitamina E e minerais (manganês, cobre, boro, magnésio, cálcio, cromo e potássio).

Uma pesquisa realizada na Faculdade de Nutrição da UFG nos anos de 2012 e 2013, sob a coordenação da professora Liana Jayme Borges, e participação da graduanda Thaynara Cristina de Oliveira e da mestranda Eveline Gomes Rosa de Moura, analisou a qualidade nutricional do creme de açaí com morango e creme de açaí com banana comercializados em Goiânia e comparou se há diferenças nutricionais entre eles. Esta pesquisa revelou que não há diferença relevante entre o açaí com banana e açaí com morango quanto ao teor de calorias, carboidratos, lipídeos (gordura) e proteína. Independente da fruta adicionada (banana ou morango). Além disso, o açaí na tigela apresentou-se como um alimento altamente calórico, fornecendo 330 Kcal (quilocalorias) em uma porção média de 300mL. Observou-se também a quantidade considerável de proteína nos cremes de açaí, com cerca de 31,5% do valor energético total proveniente desse nutriente. O teor de lipídeos foi de 23,5% do valor energético total do creme de açaí, sendo que outras pesquisas que avaliaram a qualidade dessa fração, revelaram que o açaí é rico em ácidos graxos monoinsaturados e poli-insaturados, ambos recomendados para prevenção de doenças cardiovasculares. O creme de açaí na tigela também é rico em carboidratos, principalmente pela adição de xarope de guaraná e pelas frutas (banana ou morango). Este nutriente foi responsável por 45% do valor energético total.

Os constituintes nutricionais do açaí e seus derivados, principalmente no que se refere à energia (calorias), fibra alimentar, antocianina e ao perfil lipídico o colocam em uma posição de destaque por contribuir para garantir o crescimento e bom funcionamento do corpo humano em geral, e melhorar o estado debilitado de grupos populacionais, sendo bastante apreciado na Amazônia, sua terra nativa. Devido ao grande potencial energético (calorias), o consumo de açaí e seus derivados deve ser estimulado principalmente para pessoas com carência nutricional e energética. Paralelamente, o seu alto valor energético nos alerta para o consumo moderado da bebida por pessoas que estão com controle do peso.

 

Thaynara Cristina de Oliveira

Graduanda em Nutrição pela Universidade Federal de Goiás. Atua na pesquisa “Qualidade microbiológica e nutricional de açaí na tigela comercializado em estabelecimentos na cidade de Goiânia” como participante do Programa Institucional de Voluntários de Iniciação Científica. Atualmente é estagiária do Hospital das Clínicas – UFG e do Serviço Social do Comércio (SESC). Já trabalhou como auxiliar em outras pesquisas e em projetos de extensão.

thaynara oliveira